Bem vindo

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
Visitantes: 1266734
 
 


 

Flora Terrestre

A flora vascular (pteridófitos e espermatófitos) da Madeira (arquipélagos da Madeira e das Selvagens) é constituída por 1226 espécies, incluindo plantas indígenas e naturalizadas. Destas espécies 123 (10%) são endémicas, isto é, exclusivas dos arquipélagos da Madeira e das Selvagens, e 69 (6%) são endemismos comuns aos restantes arquipélagos da Macaronésia (Açores, Canárias e Cabo Verde). No entanto, considerando as categorias infra-específicas (subespécie e variedade) e híbridos naturais, o número de plantas vasculares endémicas da Madeira é de 170.


 
Nome científico: Argyranthemum pinnatifidum (L. fil.) Lowe subsp. succulentum (Lowe) Humphr.

Nome comum: Malmequeres; estreleira

Família: Asteraceae

Descrição:Arbusto perene, de folhas suculentas. As flores amarelas de pequenas dimensões dispõem-se em capítulos de lígulas brancas.

Habitat: falésias rochosas da Ponta de São Lourenço e seus ilhéus.

Floração: Março a Junho

Subespécie endémica da Madeira.

 
Nome científico: Argyranthemum pinnatifidum (L. fil.) Lowe subsp. pinnatifidum

Nome comum: Pampilhos; malmequeres; estreleira

Família: Asteraceae

Descrição: Arbusto perene, até 1,5 m de altura. Capítulos com flores marginais de lígula branca e flores do disco amarelas, dispostos numa inflorescência ampla.

Habitat: Laurissilva do Barbusano e Laurissilva do Til.

Floração: Março a Julho

Subespécie endémica da Madeira.

 
Nome científico: Apollonias barbujana (Cav.) Bornm.

Nome comum: Barbusano

Família: Lauraceae

Descrição: Árvore até 25 m de altura, perenifólia. Folhas coriáceas, de 5-15 cm de comprimento, glabras, verde-escuras, brilhantes, por vezes de margens revolutas. Flores pequenas, branco-esverdinhadas. Frutos ovóides, negros. As folhas frequentemente apresentam protuberâncias, semelhantes a verrugas, resultantes das picadas de um ácaro específico (Eriophyes barbujana) desta árvore.

Habitat: Laurissilva do Barbusano.

Floração: Outubro a Maio

Espécie endémica da Madeira e Canárias, característica da Laurissilva do Barbusano.

 
Nome científico: Armeria maderensis Lowe.

Nome comum: Arméria da Madeira

Família: Plumbaginaceae

Descrição: Planta herbácea, perene. Folhas lineares, agudas, até 12,5 cm de comprimento. Flores rosadas, numerosas, reunidas em capítulos globosos e densos.

Habitat: Locais rochosos e expostos das maiores altitudes na zona montanhosa central da Madeira.

Floração: Junho a Agosto

Espécie endémica da Madeira.

 
Nome científico: Clethra arborea Ait.

Nome comum: Folhado; folhadeiro

Família: Clethraceae

Descrição: Árvore ou arbusto até 8 m de altura, perenifólio. Folhas serradas, glabras na página superior e pubescentes na inferior, principalmente nas nervuras. Flores aromáticas, de corola branca, com 1,2 cm de diâmetro, pendentes, dispostas em grande número, em cachos.

Habitat: Laurissilva do Til

Floração: Agosto a Outubro

Espécie endémica da Madeira, muito comum.

 
Nome científico: Convolvulus massonii Dietr.

Nome comum: Corriola

Família: Convolvulaceae

Descrição: Planta arbustiva, perene, trepadeira. Flores de corola afunilada, de 2-2,5 cm, branca com estrias rosadas.

Habitat: Laurissilva do Barbusano e escarpas rochosas de altitudes mais baixas na Madeira e na Deserta Grande.

Floração: Março a Agosto

Espécie endémica da Madeira (ilha da Madeira e Desertas).

 
Nome científico: Echium candicans L. fil.

Nome comum: Massaroco

Família: Boraginaceae

Descrição: Arbusto perene, até 2 m de altura. Folhas lanceoladas a ovado-lanceoladas, até 23 cm de comprimento. Flores com corola afunilada, de 0,8-1 cm, azul-escura ou arroxeada, reunidas numa inflorescência alongada, densa, geralmente de 15-35 cm.

Habitat: Escarpas rochosas da zona montanhosa central da Madeira e na laurissilva do Til; dos 800-1700 m de altitude.

Floração: Abril a Agosto

Espécie endémica da Madeira

 
Nome científico: Erica maderensis (DC.) Bornm.

Nome comum: Urze-rasteira

Família: Ericaceae

Descrição: Arbusto muito ramoso, até 80 cm de altura, perenifólio, geralmente prostrado. Folhas lineares, de 5-9 mm, verticiladas. Flores de corola campanulada, rosada, dispostas em cachos laterais ou terminais.

Habitat: Rochas da zona montanhosa central da Madeira, dos 1400-1800 m de altitude.

Floração: Maio a Setembro

Espécie endémica da Madeira

 
Nome científico: Geranium maderense Yeo.

Nome comum: Gerânio-da-madeira

Família: Geraniaceae

Descrição: Planta herbácea, monocárpica ou perene, robusta. Folhas palmatipartidas, grandes, dispostas em roseta. Flores de pétalas rosado-purpúreas, com nervuras salientes, reunidas em grande número numa inflorescência grande, até 1,8 m de largura, ramificada, revestida por pêlos glandulares purpúreos.

Habitat: escarpas do litoral norte da ilha da Madeira.

Floração: Fevereiro a Setembro

Espécie endémica da Madeira, bastante rara na natureza, mas muito cultivada em jardins.

 
Nome científico: Globularia salicina Lam.

Nome comum: Malfurada

Família: Globulariaceae

Descrição: Arbusto perenifólio, até 1 m de altura, muito ramificado. Folhas lanceoladas, inteiras, até 7 cm de comprimento. Flores de corola azulada a esbranquiçada, dispostas em capítulos axilares, com cerca de 1 cm de diâmetro.

Habitat: Zambujal e escarpas do litoral da ilha da Madeira, Porto Santo e Desertas.

Floração: Março a Novembro

Espécie endémica da Madeira e Canárias.

 
Nome científico: Isoplexis sceptrum (L. fil.) Loud.

Nome comum:

Família: Scrophulariaceae

Descrição: Arbusto perene, até 4 m de altura, ramoso. Folhas grandes, serradas, reunidas na parte terminal dos ramos. Flores laranja-amareladas reunidas em cachos densos, terminais.

Habitat: Ravinas e escarpas rochosas da Laurissilva do Til, dos 600-1000 m de altitude.

Floração: Junho a Agosto

Espécie endémica da Madeira.

 
Nome científico: Laurus novocanariensis Rivas Mart., Lousã, Fern. Prieto, E. Dias, J.C. Costa & C. Aguiar.

Nome comum: Loureiro

Família: Lauraceae

Descrição: Árvore até 20 m de altura, perenifólia. Folhas coriáceas, de 5 a 17 cm de comprimento, aromáticas. Flores pequenas, unissexuais, branco-amareladas, dispostas em inflorescências axilares. Fruto ovóide, negro. As folhas do Loureiro são utilizadas na culinária madeirense e os ramos são utilizados como espetos na tradicional “espetada”. Com os frutos é produzido o “azeite de louro”, utilizado na medicina popular. Nos troncos do Loureiro é frequente encontrar as cecidias, resultantes da acção de um fungo específico (Laurobasidium laurii).

Habitat: Laurissilvas

Floração: Novembro a Abril

Espécie endémica da Madeira e Canárias, abundante, característica da Laurissilva do Barbusano, do Til e do Vinhático.

 
Nome científico: Matthiola maderensis Lowe.

Nome comum: Goivo da rocha; cravo de burro

Família: Brassicaceae

Descrição: Planta herbácea, bienal ou perene, até 90 cm de altura. Folhas lanceoladas, geralmente inteiras; as folhas basais estão dispostas em roseta. Flores de pétalas violáceas ou purpúreo-violáceas, raramente brancas, de 1,8-2,8 cm.

Habitat: Escarpas rochosas e solos áridos do litoral da Madeira, Porto Santo e Desertas, principalmente dos 0-100 m de altitude e nalguns picos do Porto Santo.

Floração: Fevereiro a Outubro

Espécie endémica da Madeira (ilha da Madeira, Porto Santo e Desertas).

 
Nome científico: Musschia aurea (L. fil.) Dumort.

Nome comum:

Família: Campanulaceae

Descrição: Planta herbácea, perene, até 50 cm de altura. Folhas ovadas a elípticas, coriáceas, duplamente serradas. Flores amarelo-douradas dispostas numa inflorescência piramidal, até 40 cm de altura, muito ramificada.

Habitat: Escarpas rochosas do litoral e interior da Madeira e das Desertas.

Floração: Julho a Dezembro

Espécie endémica da Madeira (ilha da Madeira e Desertas).

 
Nome científico: Ocotea foetens (Aiton) Baill.

Nome comum: Til

Família: Lauraceae

Descrição: Árvore até 40 m de altura, perenifólia. Entre as árvores indígenas é a que atinge maior porte. Folhas coriáceas, de 6-18 cm de comprimento, glabras, com excepção de 2-4 pequenas glândulas revestidas de pêlos, situadas junto à nervura principal na página inferior. Flores pequenas, branco-esverdinhadas. Frutos elipsoidais, negros, envolvidos até 1/3 por uma cúpula.

Habitat: Laurissilva do Til

Floração: Julho a Dezembro

Espécie endémica da Madeira e Canárias, característica da Laurissilva do Til.

 
Nome científico: Persea indica (L.) Spreng.

Nome comum: Vinhático

Família: Lauraceae

Descrição: Árvore até 25 m de altura, perenifólia. Folhas lanceoladas, de 10-20 cm de comprimento, verde-claras, tornando-se avermelhadas ao envelhecer. Flores pequenas, esbranquiçadas. Frutos ovado-elipsoidais, negros. A sua madeira avermelhada, conhecida como “mogno da Madeira”, foi outrora muito utilizada em marcenaria.

Habitat: Laurissilva do Vinhático e Laurissilva do Til.

Floração: Agosto a Novembro

Espécie endémica da Madeira e Canárias.

 
Nome científico: Sedum farinosum Lowe.

Nome comum: Erva-arroz

Família: Crassulaceae

Descrição: Planta herbácea, perene, até 14 cm de altura, suculenta. Flores com 12 mm de diâmetro, de pétalas brancas geralmente com uma nervura vermelha, dispostas inflorescências terminais.

Habitat: Locais rochosos de grande altitude da Madeira, dos 900-1800 m.

Floração: Junho a Outubro

Espécie endémica da Madeira.

 
Nome científico: Viola paradoxa Lowe.

Nome comum: Violeta da Madeira

Família: Violaceae

Descrição: Planta herbácea, perene. Flores solitárias, axilares, até 2,5 cm, com 5 pétalas desiguais, amarelo-brilhantes, com algumas nervuras negras.

Habitat: Rochas da zona montanhosa central da Madeira, dos 1600-1800 m de altitude.

Floração: Maio a Julho

Espécie endémica da Madeira.

Ver mais em:



 
Colabore com o Ama-lingua:  Email
 

St Michaels Federal | Abel´s Family Cleaning | Gilberts Jewelers | Larnet | Eduardo Costa | Júlio Silva Castro |